Medicina nas entrelinhas

Labirinto

“Estou com uma dor de barriga esquisita agora! Isso é normal?”

Aí começam os problemas e as teias de aranha vão se formando na sua cabeça:

“ meu avô morreu de câncer de intestino, e teve isso também! Por outro lado, minha mãe teve isso, foi um perrengue: levamos ao PS e diagnosticaram “gases”. Tomou um luftal e veio uma sinfonia de sopros logo depois: uma piada até hoje.

Será que tenho câncer? Ou vou virar piada? Vou ao google!”

Aí sim, as teias de aranha se tornam infinitas. Várias informações soltas, você se sente cada vez mais perdido neste labirinto de ansiedade entre o normal, a doença e como esclarecer isso tudo.

Pensa em procurar um P.S: mas aí vem a imagem de uma sala lotada, senha 20.000, o visor na senha 300… horas de trabalho – ou descanso – perdidas para fazer trilhões de exames, esperar o resultado, etc, etc, etc… para talvez continuar na dúvida pq o médico descabelado com cara de cansado mal nos olha na cara: sai correndo para atender a outra senha.

Pensa então em ligar para aquele médico que um dia deu certo contigo:

“mas qual era o contato dele mesmo? Mas ele era oftalmologista, será que sabe sobre dor de barriga? Será que atende meu convênio? E se for particular, vai ser aquela facada, tenho até receio de perguntar qual o valor da consulta… Procuro então direto o… gastro (vem de barriga, né?). Mas gastro é cirurgião? E será que eu tenho um alien para cirurgia, só com esta dor de barriga? Hoje em dia, será que vai fazer a coisa certa ou vai me operar à toa?”

Nessas o tempo passou… A dor de barriga passou… e você aguarda a próxima dúvida para entrar neste labirinto novamente.

Hoje em dia, como médica e oftalmologista, vejo que as pessoas estão cada vez mais perdidas com tantas especialidades e sub especialidades por aí. E o acesso à informação, cada vez mais difícil e desconfiado. Gostaria de saber o que se passa com você e qual seria o melhor dos mundos para resolver uma questão central: “estou com uma dor de barriga esquisita agora! Isso é normal?”

Escreva! Acrescente-nos! Vamos tentar resolver isso juntos!

Deixe uma resposta