sea beach people sandFora de ordem

Academia de Saúde

Você já tem seu personal health coach?

Ter saúde é um todo. Não há como ser saudável em partes, ou como sofrer uma doença em parcelas. A saúde transcende o corpo, é beleza física, é bem estar e disposição para a vida, é criatividade, é felicidade.

É insuficiente fazer um check up e constatar que está tudo bem. Isso é como olhar para o passado e averiguar se houve danos. A medicina já tem como oferecer uma atitude pro ativa e não apenas reativa com relação a sua saúde. O conhecimento da fisiopatologia das doenças aponta para várias atitudes preventivas, que muitas vezes negligenciamos no dia a dia. E muitas das doenças crônicas serão o resultado do acúmulo desta desatenção ao longo dos anos. 

Deve-se buscar o consultório médico antes de se ter as doenças. Como quem frequenta uma academia de saúde.

As doenças ateroscleóticas, por exemplo, são a principal causa morte nos países desenvolvidos. Podem acometer todos os sistemas, causando infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, insuficiência renal, impotência, demência … Sabe-se são a via final comum de processos inflamatórios de diversas causas.

Algumas maneiras de reduzir essa inflamação crônica dos vasos são simples, mas demandam determinação: atividade física regular, boa alimentação, hidratação, horas de sono, … Outras maneiras podem precisar de um tratamento específico como o bom controle de colesterol e de glicemia. Avanços muito significativos tem sido feito no âmbito da panaceia que se tem a oferecer com interessantes intersecções entre a cardiologia, a endocrinologia e a nefrologia. Novas drogas como os agonistas dos receptores GLP1 e os inibidores SGLT2 tem se mostrado muito eficientes para o controle da glicemia no diabetes tipo 2 e com benéficos efeitos de redução do risco cardiovascular, assim como a melhora de sobrevida e da qualidade de vida para os pacientes que já tem algum comprometimento da função cardíaca e renal. Sabe-se que reduzir o colesterol é importante, mas quanto mais cedo melhor e quanto maior a redução melhor ainda. É importante o tempo do paciente exposto a esses fatores agressores do vaso sanguíneo.

Procure seu médico como um atleta que procura um treinador. Ele vai te orientar quanto aos hábitos simples do cotidiano. Pode parecer que não, mas muitos de nossos hábitos precisam ser incentivados, cobrados e medidos. Com metas estabelecidas. Se necessário, um técnico indica exercícios especiais e mais intensos a um esportista, o médico também pode ser assim, indicando um tratamento específico.

Essa parceria é que te leva ao podium.

Deixe uma resposta