gray bus at roadcaçadores de mitos

Todo mundo é alérgico em SP

         A rinite alérgica afeta de 10 a 40%1 da população dependendo da região do planeta. Entretanto, engana-se quem acha que o maior número de pessoas com alergia respiratória encontra-se nas grandes cidades.

Vale entender inicialmente que a alergia é uma reação de hipersensibilidade de um indivíduo em resposta ao contato com substâncias inofensivas para a a maioria das pessoas. No caso das alergias respiratórias os principais causadores, que chamam-se alérgicos são substâncias proteicas. Assim são  ácaros, fungos, gramíneas, pólen, por exemplo. E não poluição atmosférica.

         As substâncias em suspensão no ar de cidades poluídas, como monóxido de carbono por exemplo, a aumento da concentração de ozônio são irritantes da mucosa respiratória. Um outro mecanismo de inflamação diferente da alergia. E pode acometer também pessoas não alérgicas

Assim, a reação alérgica tem na verdade um fundo genético!

         Não se deve esquecer que os poluentes ambientais domiciliares, como fumaça de cigarro, produtos de limpeza, inseticidas, tintas e mesmo outros como solventes são muito irritantes podem provocar sintomas nasais em qualquer pessoas e claro fazem piorar muito os sintomas do alérgico; além de uma maior incidência de infecções respiratórias como sinusites e otites.

         Dessa forma, não se deve conformar com sintomas, apenas porque mora em uma cidade grande. O diagnóstico adequado indica o melhor tratamento e assim mais qualidade de vida. Respire melhor!!!

1. Brozek et al.  J Allergy Clin Immunol.  2017;140(4):950-958. doi: 10.1016/j.jaci.2017.03.050. Epub 2017 Jun 8.

Deixe uma resposta