visão na pandemiaFora de ordem

Esta pandemia afetou minha visão!

Acho que esta é a queixa que mais ouvi nos últimos tempos:

Os graus dos meus óculos aumentaram?
Isso não tem fim?
Tem a ver com estresse?
Devo colocar filtro na tela?

Okok, vamos por partes!

Neste confinamento, pouco nos restou além das telas, independente da idade. Diante disso, temos uma certeza: muita atenção nelas (trabalho, ou jogos, ou filmes…) diminui a quantidade de piscadas, e são estas as responsáveis pela produção da lágrima que lubrifica e alimenta a córnea. Quando insuficiente, o olho se resseca, a vermelhidão e o ardor se iniciam, e a imagem pode ficar embaçada, como se os óculos estivessem sujos (leia mais sobre as lágrimas em https://panaceasaude.com/2020/11/18/sobre-as-lagrimas/)

Se sua preferência (ou necessidade) está nos dispositivos que ficam próximos aos nossos olhos, acionamos nossos mecanismos para focar para perto. Aí o esforço começa! Os músculos responsáveis pela focalização (leia mais sobre acomodação em https://panaceasaude.com/2020/11/18/sobre-a-acomodacao/) trabalham enquanto focamos para perto. Ou seja, se ficamos 8 horas diante do computador ou do celular, ou mesmo na leitura, são 8 horas ininterruptas de musculação! Tadinhos… não aguentam! Tá certo que o olho é o órgão mais perfeito do nosso corpo, responsável pelos nossos sentidos mais apurados (de novo estou comprando uma bela briga com minhas amigas rsrs), mas nem ele aguenta! E aí, em fadiga, não consegue mais responder ao nosso comando (o “foco automático”). Desfoca para longe, para perto, para tudo!

Portanto, embora não seja fácil, procure descansar seus olhos, exigir menos de sua atenção e alterne para os outros órgãos do sentido: saboreie um bom prato, uma música, mexa os outros músculos, r e s p i r e, tente voltar os olhos para seu interior…

Talvez este seja um mote para os olhos e a saúde! De tempos em tempos, desviar das telas e voltar a olhar para o nosso interior!

Deixe uma resposta